AtualAnteriores → Edição nº 140

INFORM@TIVO

 

EM PAUTA

Vem aí a 24ª Hospitalar Feira + Fórum, com muitas novidades!

Abrangendo todos os setores da Saúde, a Hospitalar 2017 será aberta no próximo dia 16 de maio, terça-feira, no Expo Center Norte, em São Paulo, e promete muitas novidades para incrementar sua agenda de conteúdo e networking.

Além de trazer as principais novidades da indústria – 1.200 marcas expositoras e representantes de 70 países – e uma ampla grade de painéis, debates e fóruns, a Hospitalar 2017 será palco do HIMSSInternational Digital Healthcare Forum, parceria estratégica para a apresentação de mais de 60 conferências e 8 debates voltados às tecnologias aplicadas à área da saúde, que contarão com 35 painelistas e serão transmitidos ao vivo para todo pavilhão verde.

Outra novidade será a Hospitalar Facilities, área exclusiva planejada para mostrar, de forma prática e dinâmica, serviços e produtos pensados para gestão, com foco na otimização de recursos, prevenção de acidentes e melhoria do atendimento ao paciente, envolvendo as áreas de construção, arquitetura, engenharia, recepção e manutenção.

Em parceria com a ABIMO, mais uma estreia na edição 2017: o Espaço Reabilitação, que trará soluções específicas para pessoas com deficiência, mobilidade reduzida, idosos e obesos, com o apoio da Secretaria dos Direitos da Pessoas com Deficiência do Estado de São Paulo e da Apex-Brasil.

Com o tema “Segurança do Paciente”, o CISS – Congresso Internacional de Serviços de Saúde reunirá uma coletânea de cases internacionais de sucesso, apresentados por renomados profissionais do Canadá, Taiwan, Holanda e Argentina.

A programação contará também com eventos específicos sobre investimentos, gestões pública e privada, administração hospitalar, hospitais na gestão de saúde populacional, recursos humanos etc. Veja a programação completa, clique aqui

Vale destacar que a Feira terá novo horário de funcionamento este ano: das 11 às 20 horas, mas a agenda de fóruns, palestras e congressos tem início nas primeiras horas da manhã.


MOMENTO FBH

FBH aumenta sua atuação na Feira Hospitalar 2017

A Federação Brasileira de Hospitais, entidade representativa do setor hospitalar brasileiro há cinco décadas, com o apoio de suas Federadas, atua na defesa e fortalecimento do setor e se dedica à luta por políticas e práticas hospitalares adequadas, capazes de atender às necessidades da sociedade brasileira. 

A FBH tem a missão de oferecer excelência em informação, estratégias e gestão para os mais de 4.500 hospitais privados do país. Uma das importantes ações da Federação é o ‘Momento FBH’, realizado há 3 anos no Lounge da Presidência da Hospitalar Feira e Fórum. Neste ano, o ‘Momento FBH’ irá ofertar uma sessão cinema e coquetel para o lançamento dos eventos e atividades de 2017 da entidade.

Na oportunidade, será apresentada a terceira edição do Prêmio Synapsis FBH de Jornalismo 2017, um evento que reconhece e difunde trabalhos inéditos produzidos pela imprensa nacional. O Prêmio seleciona as melhores matérias jornalísticas, em diferentes categorias, que apontam de forma propositiva, soluções, referências e reflexões que possam ser aplicadas, debatidas e apresentadas para a melhoria da condição do sistema de Saúde no país.

O Prêmio Synapsis FBH de Jornalismo 2017 contempla quatro categorias de jornalismo: Impresso, Internet, Rádio e TV. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas até o dia 30 de setembro, através do site: fbh.com.br/premio. O evento acontecerá no mês de novembro, em Brasília.

Ainda durante o ‘Momento FBH’, será lançada a 12ª Convenção Brasileira de Hospitais, um evento que pretende mudar os paradigmas de gestão do setor, com a presença dos maiores líderes e palestrantes do Brasil e do mundo. O objetivo é propor melhorias, soluções, inovações e direcionamentos para os hospitais no país. A 12ª Convenção será realizada, em Goiânia, em 2018.

A FBH apresentará também a sua nova plataforma virtual de notícias e informações do setor, através do site: fbh.com.br , além de suas ações nas redes sociais.

A Revista Visão Hospitalar é uma outra importante ferramenta que a FBH irá expor durante o ‘Momento FBH’. O suplemento possui uma tiragem de 7.000 exemplares e circula, desde 2012, com produção de conteúdo focado para o setor saúde. A Revista é distribuída para os hospitais do Brasil, instituições do setor, executivo da saúde, jornalistas e empresários.

Quer conhecer um pouco mais a FBH e as suas ações, visite o estande que estará disponível ao público durante toda a Feira Hospitalar. Lá, você irá fazer uma verdadeira viagem na trajetória desta entidade que completou 50 anos em 2016. A FBH possui muitas histórias de conquistas e desafios no setor saúde.

Fonte: Assessoria FBH


DESTAQUE

Associado tem desconto no mais importante simpósio de Terapia Intensiva da América Latina

Entre os próximos dias 14 e 17 de junho, o WTC Events Center de São Paulo sediará o 9th ISICEM for LA (International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America) que, no Brasil, é organizado pelo Centro de Educação em Saúde Abram Szajman, do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein.

Considerado o mais importante simpósio de Terapia Intensiva da América Latina, o ISICEM for LA é resultado da parceria entre o professor belga Jean-Louis Vincent e o professor brasileiro Dr. Elias Knobel e segue as mesmas características do evento ocorrido na Bélgica, ou seja, foco na alta qualidade da programação científica.

Esta nova edição será um grande estímulo para os pesquisadores latino-americanos, uma vez que contará com a presença de palestrantes de reconhecida produção científica e publicação dos pôsteres na revista Critical Care, importante publicação internacional sobre terapia intensiva.

A discussão nos diversos fóruns desenvolvidos durante o evento será enriquecida pela participação de cerca de 1.500 congressistas, muitos dos quais coordenadores das diferentes unidades de terapia intensiva do nosso país.

Parte importante da programação também são os cursos pré-simpósio, que ocorrerão no dia 13 de junho. Entre eles o internacional “1st Brazilian Symposium Enhanced Recovery After Surgery", que trará três nomes mundiais importantes e contará ainda com a participação especial do atual presidente do Hospital Israelita Albert Einstein, Dr. Sidney Kayner.

A AHESP é apoiadora institucional do evento e, portanto, seus associados têm desconto de 20% na inscrição. Conheça toda programação, os palestrantes, acompanhe as notícias e inscreva-se, clicando aqui.


NOTÍCIA JURÍDICA

Medicamento de uso domiciliar deve ser coberto por plano de saúde

O plano de saúde não pode se recusar a custear um tratamento prescrito pelo médico se a doença for coberta pelo plano. Esse foi o entendimento da juíza Andrea de Abreu e Braga, da 10ª Vara Cível de São Paulo, ao obrigar o plano de saúde a custear medicamento de uso domiciliar.

No caso, o homem foi submetido a um transplante de fígado e o médico prescreveu o uso contínuo do medicamento Everolimo. Contudo, o plano de saúde do paciente se negou a garantir a cobertura da medicação sustentando que, conforme estipulado em contrato, o remédio de uso domiciliar não é coberto pelo plano de saúde.

Segundo o convênio, a Lei 9.656/98, que regulamenta os planos de saúde, isenta a operadora de custeio de medicação administrada em ambiente domiciliar, o que levou o paciente a discutir a questão na Justiça. Representado pelo advogado Luciano Correia Bueno Brandão, do escritório Bueno Brandão Advocacia, o paciente alegou que esse tipo de negativa é abusivo.

O advogado explicou que o Superior Tribunal de Justiça possui entendimento pacificado no sentido de que o local da administração do medicamento é irrelevante para definir o dever de cobertura pelo plano de saúde. "Coberta a doença, o tratamento, incluindo a medicação necessária, deve ser garantido, sendo que o Código de Defesa do Consumidor permite concluir pela nulidade de eventual cláusula contratual em sentido contrário", afirmou.

Ao julgar o pedido, a juíza Andrea de Abreu e Braga seguiu o entendimento do STJ, classificando como abusiva a recusa do plano de saúde. "Negar o procedimento curativo ou que traga maior qualidade de vida ao paciente é o mesmo que retirar a cobertura da moléstia, o que se mostra abusivo. A tese de que o custeio deve se dar pela forma de reembolso não prospera, por se tratar de fórmula prejudicial ao consumidor", afirmou a juíza.

Fonte: Revista Consultor Jurídico


Ed. Anteriores