AtualAnteriores → Edição nº 38

INFORM@TIVO

 

EDITORIAL

 

SÃO PAULO INAUGURA CICLO DE EVENTOS DA FBH



Em nome da diretoria da AHESP, quero registrar que ficamos honrados pela escolha de São Paulo para abrir o ciclo de eventos programados pela Federação Brasileira de Hospitais, que percorrerá o país.

O primeiro workshop foi realizado no último dia 28 de setembro, tendo como tema “A crise econômica mundial e suas implicações no setor hospitalar brasileiro” e contou com a presença de representantes de vários outros estados.

Os participantes assistiram apresentações sobre a política do Governo Federal na área de saúde, os impactos da situação macroeconômica sobre os custos hospitalares e, ainda, as consequências legais e trabalhistas da terceirização de mão de obra. Além de ouvir as explanações, os presentes puderam fazer perguntas e tirar dúvidas com os especialistas: Dra. Ana Paula Silva Cavalcante, do Ministério da Saúde, representando o Dr. Helvécio Miranda Magalhães, Secretário de Atenção à Saúde; Dr. Wagner Barbosa Castro, economista, administrador hospitalar e consultor, e Dr. Dagoberto Steinmeyer Lima, advogado e assessor jurídico da FBH e da AHESP.

Infelizmente, na última hora, um chamado do Ministro Padilha impediu o comparecimento do Dr. Dirceu Barbano, diretor presidente da ANVISA, que falaria sobre as normas legais e controle de comercialização de materiais e medicamentos que, certamente, estará presente em uma próxima oportunidade devido à relevância do tema.

Parabenizo a Federação pela iniciativa de colocar temas tão atuais e pertinentes à área em debate, proporcionando a discussão com profissionais especializados!

Agora, convido a todos para a leitura de mais esta edição do Informativo AHESP, lembrando que o 3º Fórum de RH será realizado no próximo dia 17.

Até a próxima!



Dr. Volney Waldivil Maia
Presidente

 

EM DESTAQUE

 

PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO FAZ BALANÇO POSITIVO DE EVENTO EM SÃO PAULO

 

Com o objetivo de levar especialistas para debaterem os assuntos mais relevantes para a área hospitalar em várias partes do país, o primeiro workshop da Federação Brasileira de Hospitais, realizado em São Paulo, foi prestigiado por representantes de outros estados e reuniu importantes lideranças do setor.

Além do presidente Dr. Luiz Aramicy Bezerra Pinto, a FBH esteve representada pelo superintendente Dr. Luiz Fernando Silva e por outros membros da diretoria: Dr. Eduardo Oliveira, Dr. Ivo Garcia do Nascimento, Dr. Mansur José Mansur e Dr. Volney Waldivil Maia, que é também o atual presidente da AHESP. Outra presença a destacar foi do Dr. José Carlos de Souza Abrahão, presidente da Confederação Nacional de Saúde.

O Informativo AHESP conversou com o Dr. Luiz Aramicy para uma avaliação do evento. Veja a seguir:

 

 

 


Informativo AHESP – Como foi a escolha de São Paulo para sediar este primeiro workshop da FBH?

Dr. AramicyNós optamos em fazer este primeiro encontro em São Paulo, porque é a cidade mais importante do país e, aqui, a área da saúde é imensa, tem todos os tipos de prestadores de serviços. Como estamos falando de economia mundial, se houver algum reflexo positivo ou negativo, será sentido principalmente em São Paulo. Optamos por essa temática da crise econômica mundial, mas estamos abertos para desenvolver novos temas.

Informativo AHESP – Então, a ideia é escolher assuntos diferentes a cada evento?
Dr. AramicyNa ocasião de cada encontro, se nós tivermos um assunto que venha a despertar maior interesse e que traga maiores implicações para a área de saúde, nós teremos que abordá-lo por ser premente para a ocasião.

Informativo AHESP – A participação em São Paulo atendeu às expectativas?
Dr. AramicyEu acho que foi muito importante. Nós tivemos em São Paulo lideranças importantes, participação de outros estados, como Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina, enfim, esse é o nosso objetivo. A Federação Brasileira de Hospitais tem que se expandir pelo país, pois existem muitas disparidades regionais graças à própria grandeza do Brasil.

Informativo AHESP – O senhor já tem ideia de quando e onde será o próximo workshop?
Dr. Aramicy - Em função das eleições, este final de ano estará um pouco prejudicado, principalmente porque em muitas capitais e municípios deverá haver segundo turno. Acredito que faremos o próximo workshop em fevereiro e, provavelmente, será em Brasília, onde será mais fácil concentrar as lideranças nacionais dos estados e teremos nossas associações estaduais para que também possam participar e levar a mensagem, preparar a rede hospitalar, suplementar ou privada, filantrópica ou não, para as demandas que poderão surgir, em especial, face aos dois grandes eventos mundiais que acontecerão no país: a Copa do Mundo e as Olimpíadas.

É NOTÍCIA

 

MÉDICOS DE PLANOS PROMETEM SUSPENDER ATENDIMENTO EM 18 ESTADOS

Movimento coordenado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e Associação Médica Brasileira (AMB), previsto para iniciar neste 10 de outubro, reivindica aumento dos honorários e promete paralisar prestação de serviços eletivos aos planos de saúde por 15 dias. Em São Paulo, o cronograma de paralisação anunciado é de 10 a 18 de outubro. Os médicos reivindicam reajustes nos honorários, inserção de critérios, índices e periodicidade de reajustes nos contratos com as operadoras, reajustes coletivos para evitar a pressão sobre o profissional, detalhamento nos contratos dos critérios para o descredenciamento e o fim da interferência dos planos nos atos médicos.

Fonte: Folhapress, Agência Estado e Portal G1

 


AMERICANA UNITEDHEALTH COMPRA AMIL

Após vários rumores e três anos de negociação, UnitedHealth Group anunciou a compra da operadora de planos de saúde Amil, no último dia 8 de outubro. O negócio pode chegar aos R$ 9,92 bilhões, a maior das 140 aquisições já feitas pelo grupo americano fora dos Estados Unidos e a segunda mundialmente. A empresa pagará R$ 6,5 bilhões pelos 58,9% dos controladores do grupo brasileiro e o restante aos acionistas minoritários, fechando o capital da Amil. Edson Bueno permanecerá como presidente por pelo menos cinco anos e também será um dos dez conselheiros do grupo americano. A conclusão do negócio ainda depende da aprovação da ANS e do fechamento de capital.

Fonte: O Estado de S. Paulo

 


PRÊMIO NOBEL DE MEDICINA PARA ESTUDOS COM CÉLULAS-TRONCO

Estudos feitos em um intervalo de 40 anos são complementares e mostram que é possível reprogramar células adultas para que retomem a versatilidade das células-tronco embrionárias. A descoberta rendeu o Nobel de Medicina para o biólogo britânico John Gurdon, da Universidade de Cambridge, pelo estudo iniciado há 50 anos e para o médico japonês Shinya Yamanaka, da Universidade de Kyoto, cuja pesquisa começou faz seis anos. O campo de estudo aberto pelos dois é, atualmente, um dos mais promissores para a medicina e também para a biotecnologia, além de trazer esperança de cura para várias doenças.

Fonte: O Estado de S. Paulo

 

HOSPITAIS CRIAM REDE POR PRÁTICAS SAUDÁVEIS

Por iniciativa da organização internacional First Care Without Harm, uma rede de hospitais "saudáveis e verdes" está sendo construída no Brasil. Fundada no mês passado, a rede já conta com a adesão de 25 hospitais e redes de assistência que, assim, se comprometem a cumprir metas sustentáveis. A ideia é reunir instituições que se comprometam, entre outras ações, a tratar resíduos, reduzir o consumo de água e energia, substituir substâncias químicas e perigosas e construir prédios sustentáveis. Em dois anos, a rede pretende alcançar 700 dos sete mil hospitais brasileiros. Segundo Vital Ribeiro, coordenador do conselho consultivo do Projeto Hospitais Saudáveis, eles não certificam hospitais. Para entrar na rede, as instituições têm de cumprir ao menos dois dos dez objetivos e assumir o compromisso de forma séria de ampliar a atuação para se tornar um hospital sustentável, explica. Uma das propostas é que instituições públicas e privadas troquem experiências e busquem soluções locais para problemas comuns. Para saber mais sobre o projeto, acesse www.hospitaisaudaveis.org

Fonte: O Estado de S. Paulo


Ed. Anteriores