AtualAnteriores → Edição nº 49

INFORM@TIVO

 

EDITORIAL

 

NOVA DIRETORIA NOMEIA MEMBROS HONORÁRIOS

A primeira reunião do Conselho Diretor da AHESP sob a presidência do Dr. Eduardo de Oliveira ficará marcada por uma novidade: as nomeações do Dr. Volney Waldivil Maia e do Prof. Jamir Vieira das Neves como Membros Honorários da Associação dos Hospitais do Estado de São Paulo, aprovada por unanimidade.

No mês de junho, a AHESP completará 48 anos e, embora a nomeação de membros honorários esteja prevista em seu Estatuto Social, é a primeira vez que o Conselho Diretor faz essa deferência, homenageando, assim, dois de seus colaboradores mais antigos.

De acordo com a diretoria, a Associação não poderia deixar de registrar o reconhecimento, respeito e gratidão àqueles que, há mais de três décadas,
se dedicam às causas hospitalares e aos desafios impostos ao setor de saúde brasileiro.

Após agradecerem pela homenagem, ambos foram convidados a continuar comparecendo às reuniões e contribuindo com o segmento, sempre que possível, através de suas ideias, experiências e amplos
                                                conhecimentos.

 

EM DESTAQUE

 

DR. ARAMICY É REELEITO COMO PRESIDENTE DA FBH

No último dia 19 de abril, em Assembleia realizada em Brasília, foram eleitos os membros da Diretoria da Federação Brasileira de Hospitais para o triênio 2013-2016. Além da reeleição do Dr. Luiz Aramicy Bezerra Pinto como presidente da entidade, foram escolhidos os membros para o Conselho Fiscal e os Suplentes para a nova gestão.

Mais uma vez, a diretoria da FBH colocou-se à disposição de todos os setores da sociedade na busca de soluções e conquistas cada vez mais representativas, no sentido de aprimorar o desenvolvimento dos hospitais e do setor de saúde no Brasil.

Conheça os eleitos:


Diretoria – Efetivos

Presidente: Luiz Aramicy Bezerra Pinto
Vice-Presidentes: Luiz Plínio Moraes de Toledo
  Francisco José Santiago de Brito
  Randal Pompeu Ponte
  Benno Kreisel
  Dário Clair Staczuk
  Adelvânio Francisco Morato
  Reginaldo Teófanes F. de Araújo
  Renato Botto
Secretário Geral: Eduardo de Oliveira
Secretário Adjunto: Ivo Garcia do Nascimento
Diretor Tesoureiro: Mansur José Mansur
Tesoureiro Adjunto: Danilo de Lira Maciel
Diretor de Atividades Culturais: Avelar de Castro Loureiro


Conselho Fiscal – Membros Efetivos

• Edivardo Silveira Santos
• Canísio Isidoro Winkelmann
• Paulo Eduardo Garcia Picanço


Conselho Fiscal – Membros Suplentes

• Luciano Correia Carneiro
• Manoel Gonçalves Carneiro Netto
• Breno de Figueiredo Monteiro


Assessores de Diretoria

• Volney Waldivil Maia
• Maria Luiza Loureiro

 

 

NOTA DE FALECIMENTO

 

PROF. JOSÉ ROJO ALONSO

Na segunda-feira 15 de abril, os setores de Contabilidade, de Auditoria e de Perícia perderam um de seus grandes nomes. Faleceu, aos 81 anos, o professor José Rojo Alonso.

Contador, administrador de empresas e pós-graduado em Finanças das Empresas e em Direito Processual Civil, especializou-se em Perícia Judicial e foi professor da PUC-SP e da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra.

O Prof. Alonso esteve engajado intensamente no universo contábil, com passagens marcantes como Presidente do CRC-SP, do Ibracon e Apejesp. Foi membro do Conselho Consultivo e Vice-Presidente do Sindcont-SP, Diretor da Federação do Comércio do Estado de São Paulo, membro da Corte de Arbitragem do ICC, do IMAB, do INAMA e do Comitê Brasileiro de Arbitragem, entre outras atividades.

Recentemente, foi empossado na cadeira nº 26 da Academia Paulista de Contabilidade.

A AHESP presta aqui uma singela homenagem ao fundador da Alonso, Barreto & Cia. Auditores Independentes e registra os sentimentos a toda família.

É NOTÍCIA – SETOR

 

AVALIAÇÕES DE QUALIDADE PARA HOSPITAIS

No último dia 10 de abril, a Comissão de Assuntos Sociais aprovou o projeto de lei do senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), que obriga hospitais públicos e privados, vinculados ou não ao SUS, a passarem por avaliações periódicas e processos de certificação de qualidade. O PLS 126/2012 foi aprovado em decisão terminativa e segue para a Câmara dos Deputados.

Pelo projeto, caberá à autoridade sanitária estabelecer a metodologia, indicadores e padrões de qualidade, assim como determinar a periodicidade da avaliação e os critérios para habilitação dos prestadores de serviços. Para a senadora Ângela Portela (PT-PR), relatora, a medida contribui para assegurar a prestação de serviços hospitalares em consonância às normas recomendadas por organismos internacionais como a OPAS – Organização Panamericana de Saúde.

Fonte: Jornal do Senado



CONSUMIDOR MAIS SATISFEITO COM HOSPITAIS E LABORATÓRIOS

Desde que foi criado em 2007 pelo Núcleo de Pesquisa em Marketing e Finanças da ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing), é a primeira vez que o Índice Nacional de Satisfação do Consumidor (INSC) registra uma alta tão expressiva para um setor pesquisado. Hospitais e laboratórios registraram uma alta de 24,4 pontos percentuais. A satisfação dos consumidores pesquisados passou de 57,3%, em fevereiro, para 81,7% no último mês de março.

O índice global, que pesquisa 96 empresas de 24 segmentos da economia, manteve-se estável, fechando com 53,1%, uma ligeira queda de 0,3 ponto percentual. Já a satisfação com convênios médicos caiu mais de 10 pontos, de 59,3% para 48,1%.

O INSC é o primeiro e único indicador brasileiro com dados totalmente levantados na internet e pode ser conferido em www.insc.com.br.

Fonte: INSC



DISPOSITIVO ONLINE PARA MONITORAR PACIENTE

A partir do mês que vem, a espanhola Telefónica Digital pretende colocar no mercado dispositivos online para acompanhamento de pessoas portadoras de doenças crônicas. O intuito é que medidores de pressão e glicemia enviem, em tempo real, o resultado dos diagnósticos para as operadoras de planos de saúde, médicos ou para a AxisMed, consultoria brasileira de saúde da qual a espanhola detém 51%, desde fevereiro.

Segundo Fábio de Souza Abreu, fundador da AxisMed, o objetivo é monitorar possíveis crises que geram internações e elevam o custo do plano de saúde e, para tanto, terão equipes médicas 24 horas. “Há dois anos a Telefónica já trabalha com um modelo semelhante na Espanha, em Barcelona e Valência. O número de internações nos hospitais das duas cidades caiu 50% após o trabalho de monitoramento”, informou. Para ele, no Brasil, o mercado potencial é de 3% da população portadora de doenças crônicas.

Fonte: Valor Online


Ed. Anteriores