AtualAnteriores → Edição nº 52

INFORM@TIVO

 

EDITORIAL

 

TISS E TUSS: CONFIRA AS CIRCULARES 29 E 30 E COLABORE!

No último dia 6 de junho, a AHESP publicou duas importantes circulares para as quais solicita sua especial atenção e colaboração.

A Circular AHESP nº 29 é referente ao novo padrão de Troca de Informação da Saúde Suplementar, TISS. Trata-se de uma pesquisa sobre o estágio de implantação da nova versão da TISS 3.00, que entrará em vigor no mês de novembro deste ano, e deverá ser respondida até amanhã, 14 de junho.

A participação de todos é muito importante e requer pouquíssimos minutos, pois a pesquisa é composta apenas por dez questões, em que o respondente deve marcar com um “x” a alternativa que melhor reflete seu estágio de implantação da nova versão. Feito isso, deverá encaminhá-la preenchida para o e-mail erika@ahesp.com.br

Já a Circular AHESP nº 30 trata da Planilha de Procedimentos a serem incluídos na Terminologia Unificada da Saúde Suplementar, ou seja, uma relação complementar da TUSS de mat/med/OPME que estava faltando e que será agregada à planilha publicada com a TISS 3.00.

É muito importante que os setores de Faturamento dos hospitais leiam com atenção, confiram se a terminologia está adequada e encaminhem sugestões, se for o caso, para a FBH, através dos e-mails fbh@fbh.com.br ou claudio@fbh.com.br. O prazo, no entanto, termina hoje, 13 de junho, e a participação de todos também é de fundamental importância.

Contamos com a colaboração de vocês e agradecemos.


Até a próxima!

 

Eduardo de Oliveira
Presidente

 

EVENTOS

 

WORKSHOP PROMOVIDO PELA FBH DISCUTE CONTROLE E REDUÇÃO DE CUSTOS

A Federação Brasileira dos Hospitais reuniu especialistas do setor saúde no workshop “Controle e Redução de Custos Hospitalares”, no dia 4 de junho, em Brasília. Entre os palestrantes convidados, o Dr. Luiz Antônio de Biase, especialista em Tecnologia da Informação aplicada à rede hospitalar, explicou a importância da informatização dos hospitais para a redução de custos.

O planejamento da Federação, quanto à realização de workshops, tem a preocupação de mostrar para os filiados e associações de todo o Brasil a necessidade de estarem preparados para ultrapassar as dificuldades que o setor vem enfrentando, dentre elas, as exigências da Agência Nacional de Saúde Suplementar”, afirmou o presidente da FBH, Dr. Luiz Aramicy Pinto.

Um dos temas mais esperados pelo público foi “Os impactos da tributação e desoneração fiscal na área da saúde”. A palestra proferida pelo Dr. Olympio Távora, da Confederação Nacional da Saúde (CNS), abordou a alta carga tributária em materiais e insumos e afirmou que a tributação é a principal razão do alto custo da prevenção e tratamento das doenças no Brasil.

O workshop contou com a presença do Dr. José Carlos de Souza Abrahão, presidente da Confederação Nacional de Saúde, que enfatizou sobre a atual situação da saúde no Brasil e sugeriu melhorias para o setor. “Queremos o melhor da saúde para a população. Quero dizer também que estou muito feliz de ver tantos jovens participando aqui hoje”, comentou.

A Associação Nacional de Hospitais Privados (ANAHP) estava representada pelo seu presidente, Dr. Francisco Balestrin, que mediou rodadas de perguntas entre palestrantes e participantes.

A palestra do Dr. Wagner Barbosa de Castro, da Somatória, tratou sobre as novas normas e indicação de métodos de utilização de princípios econômicos e contábeis na gestão de hospitais e também sobre o cenário do mercado de convergência das normas contábeis internacionais.

Entre outros temas discutidos, o Secretário Geral da FBH, Dr. Eduardo de Oliveira, que é o atual presidente da AHESP, fez suas colocações sobre a TISS – Troca de Informações da Saúde Suplementar (Padrão TISS 3.0). Ele explicou que “a nova versão foi desenvolvida pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), para unificar e facilitar a comunicação entre os hospitais, as operadoras de planos de saúde e a própria Agência.

O Dr. Luiz Aramicy ressaltou que a FBH trabalha em conjunto com entidades e órgãos comprometidos com a saúde, podendo, assim, proporcionar eventos como esse workshop e, ainda, eventos com possibilidade de maior abrangência na disseminação da informação a todos os envolvidos com o setor.

 

 

EM DESTAQUE

 

SANTA CASA PROMOVE 1.º FÓRUM DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES COM MATERIAIS PERFUROCORTANTES

Os profissionais envolvidos na área da saúde estão expostos diariamente a vários tipos de acidentes de trabalho. Os mais graves costumam ser os que ocorrem com instrumentos perfurocortantes, principalmente agulhas de injeção e lancetas.

A Santa Casa de São Paulo promoveu, nas dependências da Instituição, o 1º Fórum de Prevenção de Acidentes com Materiais Perfurocortantes, no dia 3 de junho. O evento contou com a presença de diversos profissionais da área da saúde.

O objetivo do fórum é sensibilizar e mobilizar os trabalhadores para a implementação de normas como a NR32, que visa a segurança do funcionário da área, e criar a cultura da prevenção de acidentes como um dos principais pilares da promoção da saúde do trabalhador. Acidentados com materiais perfurocortantes podem contrair sérias doenças, como Hepatite B, Hepatite C e até mesmo AIDS.

A iniciativa da organização do fórum partiu da Comissão Gestora Multidisciplinar de Prevenção de Acidentes com Materiais Perfurocortantes, da própria Santa Casa, responsável por manter e estabelecer melhorias para o combate aos riscos desses incidentes dentro da Instituição. Esta Comissão foi criada pela Santa Casa em atendimento à Portaria 1748/11 do Ministério do Trabalho e Emprego.

Como assunto de abertura do fórum, o tema NR32 foi abordado pelo Chefe de Gabinete da Superintendência da Santa Casa de São Paulo, Dr. Edison Ferreira da Silva. Durante a palestra, o Dr. Edison informou como a NR32 foi criada e quais são seus propósitos. Além desse tópico, o fórum consistiu em apresentar diversos assuntos ligados ao tema principal por meio de palestras e discussões. O objetivo foi ressaltar a importância de grandes hospitais contarem com uma comissão para lidar com esses acidentes e, principalmente, conscientizar, educar e informar os profissionais da área, a fim de diminuir os acidentes. “O primeiro objetivo do fórum é divulgar as normas que visam proteger os funcionários de acidentes de trabalho. Precisamos também investir cada vez mais em educação continuada”, diz a Dra. Eliza Toda, Presidente da Comissão de Perfurocortantes da Santa Casa de São Paulo.

No cronograma do fórum, foram abordados temas como: risco biológico e os impactos no descarte inadequado de perfurocortantes; principais doenças, prevenções e tratamentos; por que usar perfurocortantes com dispositivos de segurança?; processo educacional; entre outros.

Uma das principais causas de acidente com perfurocortante é o descarte errado das agulhas e lancetas feito pelos profissionais que atuam nos hospitais. Quando isso acontece, um outro profissional hospitalar pode se acidentar e se contaminar ao manusear o lixo onde este item foi descartado sem proteção.

Apesar de todos os profissionais da área de saúde estarem sujeitos a acidentes, a equipe da enfermagem é a categoria que mais sofre pelas características inerentes à sua atividade. “Por mais que o equipamento tenha segurança, o treinamento, a técnica correta e o uso de EPI (equipamento de proteção individual) fazem a diferença, além disso, é importante respeitar as normas da Instituição para que evitem acidentes”, diz a Dra. Eliza Toda.

É NOTÍCIA – ASSOCIADOS E PARCEIROS

 

ESTE MÊS, ONA PARTICIPA DO CONGRESSO SAÚDE E GESTÃO, EM MACEIÓ

A Organização Nacional de Acreditação estará presente no Congresso Saúde e Gestão, que será realizado no Centro de Convenções de Maceió, nos próximos dias 20 e 21 de junho. A programação do primeiro dia tem como tema “Inovação, Qualidade e Acreditação nos Serviços de Saúde”, com a participação de Péricles Góes da Cruz, da equipe técnica da ONA, no painel “Acreditar é preciso e possível”, ao lado de Cláudio Albuquerque, gerente de Qualidade da Santa Casa de Maceió, a primeira a receber a Acreditação Plena SBA/ONA naquele estado.

Péricles Góes da Cruz considerou perfeita a ideia para a estruturação das palestras. "Dessa forma, posso fazer uma apresentação que permita à plateia entender um pouco sobre o que é a Acreditação, a história da ONA, seu crescimento no Brasil e mostrar alguns dados sobre resultados da certificação nos serviços de Saúde". Na sua avaliação, a apresentação sobre o "case" da Santa Casa dará uma ótima sequência, permitindo um bom entendimento do processo e de seus resultados práticos.

A participação da ONA no Congresso tem como objetivo mostrar o trabalho que realiza para promover a implantação de um processo permanente de avaliação e de certificação da qualidade dos serviços de saúde, contribuindo para o aprimoramento contínuo da atenção ao paciente em todas as organizações prestadoras de serviços de saúde do País que contam com a sua chancela.

Fonte: Assessoria de Imprensa ONA

 

HOSPITAL SAMARITANO INAUGURA NÚCLEO DE UROLOGIA

Dentro da estratégia de criar centros especializados, o Hospital Samaritano acaba de inaugurar o Núcleo de Urologia, com o objetivo de oferecer atendimento integrado aos pacientes, reunindo alta tecnologia e equipe qualificada de especialistas.

Além de contar com um moderno Centro Cirúrgico, o Núcleo de Urologia é composto por 17 amplas salas, 313 leitos e centro diagnóstico, proporcionado ao paciente, em um mesmo local, todo atendimento necessário para a detecção e tratamento de alterações urológicas, desde procedimentos ambulatoriais até casos cirúrgicos.

Este é o sexto Núcleo inaugurado pelo Samaritano, que já conta também com o de Ortopedia, Medicina Fetal/Perinatal, Cardiologia, Gastroenterologia e Neurologia.

Fonte: Revista Hospitais Brasil

 

 

SANTA PAULA ASSINA ACORDO DE TRANSFERÊNCIA TECNOLÓGICA COM A DINAMARCA

O Hospital Santa Paula assinou um acordo de transferência tecnológica com a dinamarquesa Daintel e, também, de validação da tecnologia da companhia para a realidade brasileira. A assinatura contou com a presença da Ministra de Comércio e Investimentos da Dinamarca, Pia Olsen Dyhr, que aproveitou para conhecer as novas instalações do Instituto de Oncologia do hospital, o IOSP.

A Daintel atua no desenvolvimento de software para serviços hospitalares e desenvolveu o sistema de Informações Críticas para Unidades de Terapia Intensiva e Anestesiologia. Segundo George Schahin, presidente do Santa Paula, o acordo ajudará a melhorar a segurança dos pacientes em CTIs e outros processos hospitalares, não apenas para a instituição, mas para outras de todo país, já que a parceria prevê a tropicalização de soluções. “Estamos dispostos a procurar novas tecnologias com o objetivo de chegar ao estado da arte em tratamentos e segurança para o paciente”, afirmou.

Fonte: Assprevisite



Ed. Anteriores